> Editorial  
  > Notícias Recentes  
  > Arquivo de Notícias  
 
 
 
// Editorial
 
Março 2011
 

SEJA ESTRELA

No mês de março, coube-me escrever sobre a importância da mulher.
Antes de adentrar no tema propriamente dito, cumpre-me elencar algumas que são características essenciais e inerentes a todas as mulheres, quais sejam: a sensibilidade, a capacidade de desenvolver tarefas simultâneas, capacidade de resolver conflitos e problemas, capacidade de interpretar e lidar com os sentimentos dos outros, além de possuir uma visão mais detalhada acerca dos assuntos.

Justamente pelas características acima, entendemos que conquistar a igualdade dar-se-á não por imposição e sim através de conquistas.
Há que se ter o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, onde o perfil feminino jamais deverá ser substituído pela emancipação.
O empoderamento da mulher e sua conseqüente valorização são condições indispensáveis no combate à violência sexista. A dependência afetiva, financeira e baixa autoestima, fragiliza e vitimiza a mulher diante da violência.
A Secretária de Estado da Justiça e Cidadania – Maria Tereza Uille Gomes, proferindo palestra acerca do Dia Internacional da Mulher, discursou: “Eu acredito que temos que superar a imagem da mulher vitimizada, pois temos as condições para transformar a sociedade. A ação das mulheres pode fazer isso, temos que exercer essa capacidade”.

Acredita-se que, com a autoestima sólida, consegue-se o equilíbrio adquirido através do autoconhecimento, do olhar carinhoso ao próximo, da partilha das emoções com os amigos, do reconhecimento do nosso valor, de admirar-se sem esperar que os outros o façam.
Na verdade é o amor próprio que faz a mulher vencer os obstáculos e alcançar seus sonhos.

Michelle Obama em seu discurso no Brasil bem enfatizou: “Não importa quem você é e nem de onde você vem, o importante é sonhar e lutar para alcançar seus sonhos. Acreditar que tudo é possível.”
Caetano Veloso retratou a questão do autoconhecimento em “Dom de Iludir – Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.”

Já Madonna compôs em “Beat goes on – Diga do que você gosta, faça o que você sente, você sabe exatamente quem você é. O momento é agora, você precisa decidir: fique para trás ou seja a ESTRELA.”
Com certeza as mulheres do século XXI já fizeram sua escolha.

 
 

Presidente 
Luciane Munhoz D’Alecio


Março, 2011

 

 
Edições Anteriores
 
> Editorial: Março de 2011
> Editorial: Janeiro de 2008
> Editorial: Setembro / Outubro de 2007
> Editorial: Setembro de 2007
> Editorial: Julho de 2007
> Editorial: Fevereiro de 2007
> Editorial: Novembro / Dezembro de 2006
> Editorial: Setembro de 2006
> Editorial: Agosto de 2006
 
 
 
   
 
 
copyright © unapmif | webdesign hiroshi homma ®