+55 41 3254-5678

R. Domingos Nascimento, 280,
Bom Retiro, Curitiba - PR

OBJETIVOS GLOBAIS #14

Até 2020

  • Gerenciar e proteger de forma sustentável os ecossistemas marinhos e costeiros para evitar impactos adversos significativos, incluindo o fortalecimento de sua resiliência, e tomar medidas para sua restauração, a fim de tornar os oceanos saudáveis e produtivos.
  • Minimizar e abordar os impactos da acidificação dos oceanos, inclusive por meio de cooperação científica aprimorada em todos os níveis.
  • Regulamentar eficazmente a pesca e acabar com a sobrepesca, pesca ilegal e não regulamentada e práticas de pesca destrutiva e implementar planos de gestão baseados na ciência, a fim de restaurar os estoques de peixes no menor tempo possível, pelo menos a níveis que podem produzir o máximo rendimento sustentável como determinado por suas características biológicas.
  • Conservar pelo menos 10% das áreas costeiras e marinhas, de acordo com as leis nacionais e internacionais e com base nas melhores informações científicas disponíveis.
  • Proibir em 2020 certas formas de subsídios à pesca que contribuem para a sobrecapacidade e sobrepesca, eliminar subsídios que contribuem para a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada e abster-se de introduzir novos subsídios, reconhecendo que um tratamento especial e diferenciado adequado e eficaz para os países em desenvolvimento e menos desenvolvidos. deve ser parte integrante da negociação de subsídios à pesca da Organização Mundial do Comércio.

Até 2025

  • Prevenir e reduzir significativamente a poluição marinha de todos os tipos, em particular de atividades terrestres, incluindo detritos marinhos e poluição por nutrientes.

Até 2030

  • Aumentar os benefícios económicos para os pequenos Estados insulares em desenvolvimento e os países menos desenvolvidos da utilização sustentável dos recursos marinhos, inclusive através da gestão sustentável das pescas, da aquicultura e do turismo.
  • Aumentar o conhecimento científico, desenvolver a capacidade de pesquisa e transferir tecnologia marinha, levando em conta os Critérios e Diretrizes da Comissão Oceanográfica Intergovernamental sobre a Transferência de Tecnologia Marinha, para melhorar a saúde oceânica e aumentar a contribuição da biodiversidade marinha para o desenvolvimento dos países em desenvolvimento. em particular pequenos Estados insulares em desenvolvimento e países menos desenvolvidos.
  • Fornecer acesso de pequenos pescadores artesanais aos recursos e mercados marinhos.
  • Melhorar a conservação e o uso sustentável dos oceanos e seus recursos, implementando o direito internacional conforme refletido na UNCLOS - United Nations Convention on the Law of the Sea (Convenção das Nações Unidas sobre o direito do mar), que fornece a estrutura legal para a conservação e o uso sustentável dos oceanos e seus recursos, conforme lembrado no parágrafo 158 do The Future We Want (O futuro que queremos)

FILIADAS

APUCARANA - PR
CONGONHINHAS - PR
CURITIBA - PR
DOUTOR CAMARGO - PR
FIGUEIRA - PR
GUARANIAÇU - PR
ICARAÍMA - PR
LARANJAL - PR
LIDIANÓPOLIS - PR
MANDAGUAÇU - PR
MARIA HELENA - PR
MATELÂNDIA - PR
MATINHOS - PR
NOSSA SENHORA DA LUZ - PR
NOVA AURORA - PR
PARANAGUÁ - PR
PÉROLA DO OESTE - PR
PINHAIS - PR
QUEDAS DO IGUAÇU - PR
RENASCENÇA - PR
RONDON - PR
SANTA HELENA - PR
SANTA TEREZA DO OESTE - PR
SÃO PEDRO DO IVAÍ - PR